Solução SUSE Rancher agiliza operações no Supremo Tribunal Federal brasileiro | SUSE Communities

Solução SUSE Rancher agiliza operações no Supremo Tribunal Federal brasileiro

Share
Share

“A solução SUSE Rancher é excepcional. Ela nos ajuda a manter a disponibilidade e escalabilidade rápida para nossas aplicações mais críticas.” – Aurélio Ribeiro Costa, Gerente Conjunto da Plataforma de Tecnologia Judicial, no Supremo Tribunal Federal.

Nós voltamos ao Brasil essa semana para descobrir como SUSE Rancher agilizou o aparato judicial responsável por proteger a constituição brasileira na maior instância judicial do país.

As demandas do Supremo Tribunal Federal estão constantemente crescendo; com um aumento de 21% no número de casos a cada ano. Para manter os altos níveis de serviço, a organização embarcou em um extenso programa de transformação digital.

Os aplicativos do STF eram monolíticos e gerenciados em diferentes plataformas difíceis de operar e dimensionar, levando a uma queda na eficiência. Na ocorrência de interrupções, intervenções manuais eram necessárias para restaurar as aplicações.

Para atender a esses desafios, o STF passou a usar uma arquitetura de microsserviços de contêiner, começando com Docker e adicionando Kubernetes.

Conforme o cenário Kubernetes cresce em tamanho e complexidade, as ferramentas de gestão padrão se tornaram incapazes de atender às necessidades do STF e eles escolheram o SUSE Rancher para transformar a gestão de seus clusters Kubernetes.

Após avaliação de diferentes soluções em potencial, o STF optou pelo SUSE Rancher, baseando-se em sua interface fácil de usar, na facilidade de manter os clusters atualizados e em sua natureza aberta.

Contando com SUSE Rancher para serviços críticos

Hoje, o STF utiliza SUSE Rancher para gerenciar todos os seus clusters Kubernetes, incluindo o cluster que executa sua aplicação principal: o STF Digital, um sistema unificado para gestão de casos. O STF Digital é composto de cerca de 40 microsserviços e executado em um cluster de mais de 100 contêineres. Com centenas de usuários e prazos procedurais para atender, uma alta disponibilidade é essencial para o STF Digital. Se o sistema falhar, a justiça no Brasil pode ser posta em risco.

SUSE Rancher garante escalabilidade e é essencial para manter o SLA do STF em ao menos 99,9% de disponibilidade, o que significa um máximo de 8,5 horas de inatividade por ano. Isso equivale a uma maior confiança e melhor desempenho de serviços chave e é obtido por correções de segurança  e atualizações automatizadas de sistema. O impacto final é o aumento da velocidade operacional, eficiência e confiabilidade no apoio à missão central de proteger a constituição brasileira.

A redução do tempo de inatividade e o aumento da automação ajudam a minimizar a carga de trabalho manual da equipe de TI, permitindo que eles se concentrem em serviços de valor agregado para os usuários. A automação obtida pela solução SUSE Rancher reduz processos propensos a erros e dá ao STF mais confiança na gestão e dimensionamento de seus clusters Kubernetes.

O SUSE Rancher oferece a garantia de suporte empresarial local para todo o stack, graças à excelente documentação, suporte SUSE e de uma comunidade ativa.

Clique aqui para saber mais sobre como SUSE Rancher agilizou as operações no Supremo Tribunal Federal brasileiro, garantindo serviços judiciais mais rápidos, eficientes e confiáveis no presente e no futuro.

Share
(Visited 1 times, 1 visits today)
513 views