SUSE Linux Enterprise Server no IBM Power Systems

O SUSE Linux Enterprise Server para POWER fornece aos clientes uma distribuição Linux de classe empresarial otimizada para IBM Systems e desenvolvida para entregar maior confiabilidade, reduzir custos para aplicativos essenciais, oferecer uma plataforma de alto desempenho para atender às crescentes demandas de negócios e acelerar a inovação, ao mesmo tempo acelerando o tempo de implantação.

Principais recursos
  • Suporte a oito threads de processadores POWER8 e POWER9 por núcleo (SMT8) maximiza o desempenho para acesso instantâneo a dados
  • Espaço de endereço virtual estendido suporta ambientes SAP HANA muito grandes
  • Suporte a NVMe (Non-Volatile Memory Express) acelera as comunicações de dispositivos de armazenamento remoto
  • RAS avançada otimizada para Power Systems aumenta a confiabilidade e reduz custos
  • Rollback total do sistema reduz o tempo de espera com rápida recuperação de erros de atualização do sistema
  • Suporte a SUSE Linux Enterprise High Availability Extension garante conformidade com requisitos de RD/AD para reduzir o tempo de espera
  • Suporte integrado de virtualização KVM para servidores IBM Power Systems S822LC OpenPower (visualização técnica)

SAP HANA
S/4HANA

Requisitos do sistema

Requisitos de servidor
  • PowerKVM: igual aos requisitos do SUSE Linux Enterprise Server
  • PowerKVM: 256 MiB adicionais de RAM para cada máquina virtual
  • Servidores de impressão: processador relativamente mais rápido
  • Servidores Web: quantidade maior de RAM para melhorar o desempenho do cache, processadores adicionais
  • Servidores de banco de dados: quantidade maior de RAM para melhorar o desempenho do cache, vários discos
  • Servidores de arquivos: memória adicional e discos ou sistema RAID
Para Instalação
  • Servidor baseado no processador IBM POWER8 ou POWER9
  • Instalação local: 512 MB de RAM
  • Instalação de rede baseada em Secure Shell (SSH), gráficos: 512 MB de RAM
  • Instalação de rede baseada em Virtual Network Computing (VNC) usando File Transfer Protocol (FTP): 512 MB de RAM
Para Operação
  • Servidor baseado no processador IBM POWER8 ou POWER9
  • 512 MB de RAM
  • 750 MB de espaço em disco rígido para software
  • 750 MB de espaço em disco rígido para dados do usuário
Rede
  • Ethernet
  • Sem fios ou modem
Espaço em disco
  • 512 MiB
  • 4 GiB recomendados
Clique para ver mais especificações

O que faz o SUSE Linux Enterprise Server para POWER 12?

O SUSE Linux Enterprise Server para POWER é uma distribuição Linux de classe empresarial otimizada para IBM Systems e desenvolvida para entregar maior confiabilidade, reduzir custos para aplicativos essenciais, fornecer uma plataforma de alto desempenho para atender às crescentes demandas de negócios e acelerar a inovação, ao mesmo tempo em que acelera o tempo de implantação. O SUSE Linux Enterprise Server para POWER 12 é executado no modo little-endian do processador POWER. O suporte ao modo little-endian remove uma barreira de portabilidade para fornecedores de aplicativos que começaram nas plataformas x86 e x86 de 64 bits. Com excelentes ferramentas como o Open Build Service e o SUSE Package Hub, a SUSE proporciona um ambiente com suporte a parceiros, permitindo que tragam suas mais recentes inovações ao dinâmico mercado Linux do IBM Power Systems.

O que é big-endian / little-endian?

Endian ou endianness refere-se a como os bytes de uma palavra de dados são classificados na memória (consulte http://en.wikipedia.org/wiki/Endianness). Sistemas big-endian, como o POWER6, o POWER7 e o IBM z Systems armazenam os bytes mais significativos no menor endereço ocupado por um número inteiro ou endereço e o menos significativo é armazenado no maior. Em comparação, sistemas little-endian como, por exemplo, as arquiteturas x86 e x86-64 são as que, o byte menos significativo é armazenado no menor endereço. Processadores POWER8 foram a primeira geração de processadores que podem ser configurados no modo big-endian ou no little-endian. O suporte a little-endian no Power Systems simplificará o porting de código-fonte de aplicativos Linux x86 little-endian até o Linux little-endian com Power. Os dados produzidos por aplicativos Linux x86 existentes podem ser acessadas mais facilmente por outros aplicativos Linux little-endian. Os modernos sistemas de E/S (principalmente GPUs) adotam modelos de acesso little-endian.

O que há de novo no SUSE Linux Enterprise Server para POWER 12 SP3?

O SUSE Linux Enterprise Server para POWER 12 Service Pack 3 entrega excelente confiabilidade, desempenho e inovação mais rápida para cargas de trabalho essenciais com uso intenso de dados. Com base no SUSE Linux Enterprise Server 12 SP3, é um sistema operacional para a implantação de serviços de TI de classe corporativa, altamente disponíveis em ambientes de TI mistos e que oferece redução de riscos e melhor desempenho. Confira o que há de novo no SUSE Linux Enterprise Server 12 SP3. Para clientes SUSE executando cargas de trabalho nos servidores IBM Power Systems, é uma versão de manutenção com correções para o Service Pack 2, nova habilitação de hardware e recursos adicionais que melhoram o desempenho e a flexibilidade de implementação. Os novos recursos no SUSE Linux Enterprise Server para POWER 12 SP3 incluem:

  • Suporte a sistemas baseados no processador POWER9
  • Espaço de endereço virtual estendido para suportar ambientes muito grandes SAP HANA
  • Suporte a NVMe (Non-Volatile Memory Express) para comunicações de dispositivos de armazenamento remoto mais rápidas
  • Suporte KVM para IBM Power Systems S822LC OpenPOWER (visualização técnica)

Posso executar o SUSE Linux Enterprise Server para POWER 12 no POWER9?

Sim. O SUSE Linux Enterprise Server 12 vai operar no processador POWER8 e POWER9 no modo little-endian, o que não afeta a funcionalidade do SO nem os recursos oferecidos pelo processador. O SUSE Linux Enterprise Server para POWER 12 aproveita todos os benefícios do Simultaneous Multithreading (SMT) do POWER, além de outros avanços de hardware disponíveis no moderno kernel 4.4 do Linux. O POWER8 e POWER9 são compatíveis com o SUSE Linux Enterprise Server para POWER como um convidado KVM, além de ter suporte para PowerVM. Os recursos SUSE líderes da indústria, como Rollback total do sistema, contêineres do Linux, Modules e o Package Hub são suportados em servidores baseados em POWER8 e POWER9.

Posso executar meus aplicativos SAP no SUSE Linux Enterprise Server para POWER 12 e POWER8 ou POWER9?

Sim, a maioria dos aplicativos do SAP NetWeaver e de outros aplicativos serão executados em servidores baseados no POWER8, POWER9 e no SUSE Linux Enterprise Server para POWER 12, desde que modo little-endian seja compatível com o aplicativo. A SAP validou o SUSE Linux Enterprise Server 11 SP4 (ppc64 - modo Big Endian) e SUSE Linux Enterprise Server 12 SP1 e SP2 (ppc64le - modo Little Endian) como os primeiros ambientes de sistema operacional para IBM Power Systems para executar o SAP HANA. A SUSE oferece o SUSE delivers SUSE Linux Enterprise Server for SAP Applications como uma distribuição com recursos exclusivos especificamente para aplicativos SAP incluindo os integrados no SAP HANA e S/4HANA. Saiba mais em www.suse.com/products/power/features/s4-hana/.

Leia mais sobre os recursos específicos da SAP.

Maior confiabilidade

Aumentar a confiabilidade e reduzir os custos de aplicativos essenciais com recursos de RAS avançados, otimizados para compatibilidade com recursos de sistema baseados nos processadores IBM POWER8 e POWER9.

Mais >

Desempenho líder da indústria

Entregar uma plataforma de alto desempenho para atender às crescentes demandas de negócios com desempenho aprimorado de aplicativos e acesso instantâneo aos dados.

Mais >

Tempo de comercialização mais rápido

Acelere a inovação e melhore o tempo de implantação para obter uma ampla gama de soluções de parceiros e de código-fonte aberto.

Mais >