A SUSE realiza com êxito grande migração para Linux

Destaques

  • O software da SUSE reduz o tempo gasto para fornecer serviços de TI em 20 minutos, simplificando a administração e minimizando interrupções nos negócios
  • O SUSE Manager apresenta segurança e eficiência reforçadas com a capacidade de corrigir centenas de servidores ao mesmo tempo
  • A solução SUSE permitiu a migração de milhares de instâncias do UNIX para o SUSE Linux Enterprise Server mais cedo do que estava previsto no plano original

Produtos

O SUSE Linux Enterprise Server e o SUSE Manager permitiram à empresa a migração com êxito de uma grande parte das suas cargas de trabalho fundamentais de UNIX para Linux

Visão geral

As tecnologias da SUSE estão a ajudar a Daimler AG, uma das empresas automóveis mais bem-sucedidas do mundo, a migrar servidores fundamentais para a sua atividade dos sistemas operativos UNIX proprietários para a plataforma Linux aberta e flexível.

O desafio

Para conceber, implementar, executar e atualizar aplicações tão facilmente quanto possível, a Daimler AG visa definir e manter uma infraestrutura física e virtual económica e flexível.

Historicamente, um número de distribuições UNIX proprietárias foi utilizado para vários fins e cargas de trabalho. A gestão de vários ambientes aumentou os custos e foi necessário que a empresa mantivesse diversas competências para realizar tarefas muito semelhantes em diferentes plataformas. Determinar quais eram as máquinas que tinham as atualizações mais recentes e as que ainda precisavam de ser corrigidas também foi um desafio significativo.

A ideia era criar uma solução de plataforma como serviço (PaaS) Linux para utilizadores internos com base no SUSE Linux Enterprise Server. Com base na utilização de imagens de sistema operativo normalizadas, a empresa esperava acelerar as implementações e atualizações e, com isso, reduzir custos e permitir melhorar a conformidade com diretrizes de administração empresarial. Esta abordagem também reduziria continuamente os trabalhos operacionais necessários para manter os sistemas corrigidos e seguros.

Uma meta fundamental para o novo projeto foi a migração de UNIX em hardware proprietário para Linux em servidores x86 com disponibilidade imediata. O objetivo foi uniformizar o SUSE Linux Enterprise Server como uma única distribuição de Linux, sempre que possível. A abertura e facilidade de personalização do SUSE Linux Enterprise Server, bem como a sua proximidade ao UNIX, tornou-o no ponto de partida ideal para este conceito de plataforma virtual.

Solução SUSE

Como o projeto iria incluir a migração de aplicações fundamentais, foi necessário ter uma distribuição Linux com estabilidade comprovada em ambientes empresariais, apoiada por suporte profissional liderado pelo fornecedor.

Tendo como base a experiência positiva com soluções SUSE no seu centro de dados primário durante vários anos, a empresa sabia por experiência própria que a plataforma era fácil de gerir. Através do foco da SUSE em cargas de trabalho fundamentais, a empresa estava confiante de que o SUSE Linux Enterprise Server iria proporcionar o nível certo de suporte às suas aplicações essenciais para os negócios. Além disso, no caso de partes dos seus negócios que necessitavam de aplicações SAP, a SUSE ofereceu a garantia de alta disponibilidade e desempenho com o SUSE Linux Enterprise Server for SAP Applications, um pacote de software e serviços altamente otimizado.

Trabalhando em conjunto com a SUSE, a empresa definiu o seu padrão empresarial global para Linux com base no SUSE Linux Enterprise Server. Onde apropriado, o SUSE Linux Enterprise Server for SAP Applications seria utilizado.

A empresa implementou o SUSE Manager com 28 servidores proxy SUSE Manager distribuídos para gestão abrangente do ciclo de vida Linux. O SUSE Manager age como um único repositório confiável para todas as aplicações e compilações do sistema operativo Linux.

Ao utilizar o SUSE Linux Enterprise Server, a empresa proporciona um processo simples para migrar aplicações UNIX para Linux. Como parte do processo de migração, o SUSE Manager cria uma imagem personalizada com os pacotes e recursos solicitados. Esta parte do processo é muito rápida, exigindo apenas 20 minutos no total para compilar uma imagem de sistema operativo personalizada.

Estas imagens de sistema operativo podem incluir subscrições do SUSE Linux Enterprise Server com suporte prioritário 24x7, uma ferramenta de recuperação de desastre, o SUSE Manager de cliente e o SUSE Linux Enterprise Server for SAP Applications com a SUSE Linux Enterprise High Availability Extension. Esta personalização garante que ao migrar sistemas baseados em SAP, o ambiente e suporte ideais serão configurados automaticamente e estarão prontos a utilizar.

No passado, a certificação de versões de infraestruturas internas para várias distribuições UNIX necessitava de um investimento considerável de tempo e de esforço. Em vez de repetir tarefas de certificação para vários sistemas operativos, os procedimentos são agora definidos uma única vez para a plataforma do SUSE Linux Enterprise Server. O SUSE Manager está a ser utilizado para garantir que todos os servidores da estrutura SUSE satisfazem os padrões acordados. Isto demonstra como a normalização de todo o software ajuda a reduzir custos, a acelerar processos e a simplificar a administração de TI.

Quase todos os ambientes do SUSE Linux Enterprise Server estão agora implementados como um sistema operativo convidado virtualizado. Todos eles são geridos utilizando o SUSE Manager, que fornece uma visão precisa e granular das aplicações e dos patches instalados em cada instância. A SUSE continua a disponibilizar apoio especializado no local, conforme necessário, ajudando a resolver quaisquer problemas técnicos que possam surgir durante as migrações complexas ou urgentes.

Os resultados

O SUSE Linux Enterprise Server e o SUSE Manager permitiram à empresa a migração com êxito de uma grande parte das suas cargas de trabalho fundamentais de UNIX para Linux. A movimentação da maioria das cargas de trabalho UNIX existentes para uma única plataforma requer uma distribuição Linux otimizada para aplicações fundamentais, e a empresa reconhece que o SUSE Linux Enterprise Server oferece os níveis de estabilidade, segurança e controlo pretendidos.

O sucesso da transição para a plataforma SUSE reflete-se no crescimento do ambiente SUSE Linux Enterprise Server da empresa. Ao longo dos últimos anos, o número de instâncias Linux aumentou cerca de quatro vezes. Esta expansão considerável demonstra o sucesso do projeto em curso para migrar aplicações UNIX para Linux e o crescimento orgânico em aplicações Web da empresa onde o SUSE Linux Enterprise Server se tornou a plataforma preferida.

Apesar do crescimento significativo no ambiente SUSE Linux Enterprise Server, a gestão permanece simples e económica. Com o SUSE Manager, centenas de servidores podem ser organizados em grupos e corrigidos em minutos, em vez de dias ou semanas.

Muitas aplicações importantes são agora executadas no SUSE Linux Enterprise Server, incluindo soluções SAP para gestão logística.

A expansão do ambiente Linux coincidiu naturalmente com uma redução igualmente acentuada do tamanho do ambiente UNIX. A empresa reduziu o número de instâncias UNIX em 40% ao mover aplicações essenciais para o SUSE Linux Enterprise Server. Em conjunto com iniciativas de virtualização em curso, a eliminação gradual de UNIX a favor de Linux está a gerar grandes ganhos de eficiência em termos de custos, quer através da redução do número de competências necessárias para manter a estrutura do sistema quer através da redução da dependência de hardware proprietário dispendioso.