Por que SUSE + Microsoft Azure?
Quais são os casos de uso?
Início
Por que SUSE + Microsoft Azure?

Porque disponibilidade e segurança ainda são importantes

Linux é Linux... certo? Pense nisso — a perda de um aplicativo ou de um serviço essencial devido a tempo de espera custa muito para a sua empresa, independentemente de os aplicativos serem executados na nuvem ou no data center. E é por esse motivo que você precisa de um Enterprise Linux.

O SUSE Linux Enterprise Server (SLES) no Microsoft Azure é uma plataforma comprovada que oferece confiabilidade e segurança superiores para computação em nuvem. Essa versátil plataforma Linux integra-se perfeitamente aos serviços de nuvem do Azure para oferecer um ambiente de nuvem facilmente gerenciável, com patches e suporte oferecidos diretamente pela SUSE.

Mais de 11.400 aplicativos são certificados e têm suporte no SUSE Linux Enterprise Server (SLES) na crescente rede de data centers globais do Azure. Com replicação de site e recuperação de desastre integrados, será possível comparar o desempenho, a segurança e a confiabilidade com suas alternativas no local.

Quais são os casos de uso?

Sempre que a disponibilidade e a segurança forem importantes

Se você deseja uma distribuição Linux de nível empresarial em uma nuvem pública, o SUSE Linux Enterprise Server (SLES) no Azure é a solução perfeita.

Veja o motivo. A Microsoft tem o compromisso de garantir que o Azure seja a melhor plataforma hyperscale de nuvem híbrida e de nível empresarial disponível. Na verdade, ele é o único provedor de serviços de nuvem pública global que oferece SLAs. O SUSE Linux Enterprise Server (SLES) oferece resiliência de qualidade empresarial, segurança e facilidade de gerenciamento em ambientes físicos, virtuais e na nuvem. E, como a Microsoft e a SUSE têm desenvolvido juntas soluções de interoperabilidade há nove anos, você pode gerenciar perfeitamente sua nuvem particular no local e as cargas de trabalho do Azure.

Como resultado, você pode executar, com confiança, suas cargas de trabalho de produção no SUSE Linux Enterprise Server (SLES) no Microsoft Azure. E, para ter suporte direto dos engenheiros da SUSE, basta ligar para a Microsoft.

Algumas cargas de trabalho ideais para serem executadas com o uso do SUSE Linux Enterprise Server (SLES) no Microsoft Azure incluem:

  • Cargas de trabalho que exigem computação de alta capacidade e alto desempenho
  • Aplicativos essenciais
  • Soluções de nuvem híbrida para nuvem local, particular e pública
  • Aplicativos personalizados que se estendem ao Microsoft Azure
  • Aplicativos SAP
  • Aplicativos modernizados
Início

Inicie as operações rapidamente

Experimente executar seus aplicativos no SUSE Linux Enterprise Server (SLES) no Microsoft Azure. O Azure oferece uma avaliação gratuita — um crédito de US$ 200 nos serviços do primeiro mês.

Você também pode se cadastrar para um test drive que demonstra o desempenho de HPC do SUSE Linux Enterprise Server (SLES) no Microsoft Azure.

É possível comprar o SUSE Linux Enterprise Server (SLES) e o SUSE Linux Enterprise Server (SLES) para HPC por meio de subscrições com pagamento de acordo com o uso, por meio de seu Microsoft Enterprise Agreement ou do canal do revendedor Microsoft. Fale com seu representante Microsoft para obter mais informações.

Se você já tem uma assinatura do SUSE Linux Enterprise Server* pelo Azure Marketplace, você pode converter sua assinatura do Azure em uma Instância reservada para ter uma economia significativa. Instâncias reservadas são vendidas em incrementos de um ano e de três anos. Visite aka.ms/SUSEri para adquirir.

Desenvolvimento no Azure

O SUSE Studio™ facilita e agiliza a criação, o teste e a implantação de pilhas de aplicativos e aplicações virtuais, e a personalização de builds do SUSE Linux Enterprise Server (SLES) no Azure. Isso significa que os ISVs (Independent Software Vendors, fornecedores de software independentes), as empresas e outros desenvolvedores têm acesso simples e rápido ao Azure para aplicativos novos e existentes.

*disponível apenas para SKUs específicos. Para mais informações sobre SKUs elegíveis, visite https://www.suse.com/c/azure_reserved_instances.